A HISTÓRIA DO SURF - Como tudo começou!

Você sabe como começou o surf? Na primeira matéria da coluna "Curiosidades do Surf" nada mais justo do que contarmos a história desse esporte incrível, que hoje podemos até chamar de "estilo de vida" pra muitos.

O Surf é uma ideologia. Quem é do surf, respira esse esporte e muitas vezes vive em um mundo muito paralelo à quem não é do meio. Acorda cedo, acompanha campeonatos, tem um estilo de vida muitas vezes diferente dos demais e mais ligado à natureza. Mas será que sempre foi assim? Afinal, como tudo isso começou e onde o homem simplesmente teve a ideia (brilhante, por sinal) de botar uma prancha na água e ir surfar?


Bom, quanto ao surgimento, há um ponto de interrogação ENORME pois, uns falam que o surf nasceu no Peru, outros falam que era uma prática exclusiva dos polinésios, principalmente na região do Hawaii e vamos contar as duas histórias pra vocês saberem como o nosso amado esporte começou.

PERU


Ah, o Peru, país da América do Sul que é um verdadeiro paraíso dos surfistas. Com um litoral recheado de ondas perfeitas de norte a sul, são mais de 15 praias, onde inclusive existe a esquerda mais longa do mundo no litoral norte, a famosa onda de Chicama.

A onda de Chicama, no Peru, é considerada a esquerda mais longa do mundo

Pois bem, esse paraíso sul-americano pode ter sido na verdade onde surgiu a ideia do homem "deslizar sobre as ondas". Isso porque alguns estudos apontam que os pescadores mais antigos que habitavam a região do Peru utilizavam uma prancha feita de totora ‘‘CABALITOS DE TOTORA’’ (uma espécie de junco) para pescar, pois muitos caranguejos e peixes davam próximo a arrebentação e sendo assim eles acabavam pescando e deslizando sobre as ondas ao mesmo tempo porém não era algo meramente proposital voltado ao surf e sim uma questão de sobrevivência (pesca).


Diante desse fato não podemos excluir a possibilidade do surgimento da ideia de deslizar sobre as ondas ser exclusiva daquela região. Os ‘’Cabalitos de Totora’’ foram inventados há mais de 5.000 anos atrás ou seja, podemos ter uma noção de que as mais antigas civilizações do Peru se desenvolveram beira-mar fazendo com que a pesca nascesse antes da agricultura por lá. Por essa você não esperava, ein?


Bem, apesar dos Peruanos terem certeza de que inventaram o surf, a história mais conhecida vem numa ilha há alguns milhares de quilômetros dali.

HAWAII


Não é porque o Hawaii ainda não tinha sido descoberto e divulgado pelo mundo que o surf necessariamente nasceu na América do Sul, até mesmo pelo fato dos polinésios terem sido criados a beira-mar tudo indica que o surf tenha sido a ‘’base’’ da cultura deles.

A arte da origem do surf foi atribuída completamente aos polinésios pelo fato cultural.


No Hawaii, o surf era status, um verdadeiro esporte da realeza. Os chefes (reis) das comunidades eram os mais habilidosos, tinham as melhores pranchas, feitas das melhores árvores, tinham acesso e prioridade nos melhores picos de surf e nas melhores praias. Já os plebeus não tinham essas vantagens, possuíam pranchas, mas não eram da melhor qualidade, porém, se demonstrassem habilidade no esporte, os reis até que emprestavam suas pranchas para os plebeus conseguirem curtir a boa vibe do surf!

Os reis utilizavam uma prancha chama ‘’OLO’’, quem media 4 metros, já o resto da população utilizava uma prancha chamada ‘’ALAIA’’ que era bem menor em comparação à dos reis. Como o esporte vinha sendo praticado por grande parte dos polinésios, ele acabou se popularizando no mundo ocidental em 1779 através de um diário de um escritor chamado ‘’James King’’ no qual estava ali na região da polinésia a bordo de uma expedição britânica liderada pelo ‘’Capitão Cook’’ (mais conhecido como pai da Oceania).


James King observa a galera surfando e nomeia toda aquela cena de ‘’Passatempo Exótico’’, pelo fato de simples seres humanos estarem deslizando sobre ondas e ainda por cima nus.


Como toda história tem uma parte ruim, o surf também teve viu? Afinal nem tudo são flores e com o surf não foi diferente lá no início.

Muitos Europeus começaram a explorar a região da polinésia como um ‘’ponto de paragem’’ durantes as suas travessias no Oceano e em 1821 vários missionários calvinistas da Grã-Bretanha começaram a explorar as ilhas e mal intencionados para com a população que ali habitava, eles começaram a impor a religião deles, os mesmos oprimiam a cultura e ideologia dos povos nativos, pois o surf para eles se tornou ‘’algo impróprio’’.


O surf naquela região chega em um estágio polêmico ao ponto de ser quase uma prática extinta, bem triste né? Mas parece que nem tudo está perdido, pois no meio dessa grande confusão surgem dois personagens IMPORTANTÍSSIMOS para a desconstrução de qualquer paradigma ruim contra o esporte e a sua divulgação pelo mundo, foram eles os havaianos Duke Kahanamoku e George Freeth. Vamos explicar melhor essa história...

O RENASCIMENTO DO SURF!


O havaiano George Freeth, (8 de novembro de 1883, Oahu, Hawaii - 7 de abril de 1919, San Diego) mais conhecido como ‘’pai do surf moderno’’, foi instrutor de salva-vidas , instrutor de natação e surfista. Um magnata americano chamado Henry Huntigton estava de férias pelo Hawaii, viu Freeth surfando e rapidamente o levou a Redondo Beach, Califórnia em 1907, como uma atração que mostrava "o homem que andava sobre a água" e sendo assim Freeth acabou sendo o grande responsável por chamar atenção dos americanos que habitavam na região da Califórnia. Por lá o surf ainda não tinha aparecido, e com George levando essa novidade a galera se interessou pelo esporte e também começou a pratica, que se popularizou na Califórnia.


Mas outro personagem importante nessa história, e propagou o surf para o resto do mundo, foi o também havaiano Duke Kahanamoku, que além de surfista era nadador profissional e chegou a ter ótimos resultados em algumas olimpíadas, chamando a atenção do mundo inteiro.

Ao ganhar a medalha de ouro em 1912, nas olimpíadas de Estocolmo, Duke contou ao mundo que seus treinos se resumiam em ‘’Cavalgar sobre as ondas em uma tábua de madeira’’. A partir dai o esporte ficou mundialmente conhecido, fazendo com que muitos estrangeiros viajassem para o Hawaii somente para conhecer e aprender a surfar. Depois disso a prática do surf foi se espalhando cada vez mais por vários países e também se tornou fonte de renda para muitos até os dias de hoje (Obrigado, viu Duke?).


CURIOSIDADE BÔNUS:


Uma curiosidade que eu não poderia deixar de falar é que em 2016 fez 100 anos da solicitação de Duke Kahanamoku ao comitê olímpico internacional para que o surf pudesse se tornar um esporte Olímpico como qualquer outro e em 2016 seu desejo foi realizado pelo COI, e o surf estará presente em Tókio em 2020, ou seja, pode-se concluir que o próprio Duke tenha sido o grande mentor de toda essa revolução do esporte na sociedade e no mundo desde os primórdios!


E ai, realmente curioso, não? Então agradeçam aos peruanos, polinésios, havaianos e ao Duke, por que sem eles, o surf que vocês conhecem (e vivem) hoje não existiria!

.

.

.

Autora: Victória Santos

183 visualizações
Untitled

 Canal Surf Storm ©2020

  • Facebook Social Icon
  • Instagram Social Icon
  • YouTube Social  Icon