Após eliminação olímpica, John John Florence deixa em aberto seu futuro na temporada do CT 2021

O havaiano foi eliminado nas oitavas de final em um confronto com o seu compatriota Kolohe Andino e disse que vai avaliar se voltará a correr o tour em 2021

O havaiano John John Florence, um dos maiores surfistas da atualidade e uma das principais promessas de medalha no surf em Tóquio para os Estados Unidos, amargou ontem uma derrota nas oitavas de final para o seu compatriota, o americano Kolohe Andino, na praia de Tsurigasaki. Kolohe, que estava inspirado, fez a maior somatória do dia (14,83) o que fez com que os 11,60 acumulados por John John não fossem o suficiente para avançar.

O havaiano vinha de uma cirurgia no joelho que o afastou das competições após a etapa de Margaret River no inicio do ano e não estava em suas melhores condições físicas.


Após a eliminação, John John Florence deixou em aberto sobre quando retornaria ao tour ao dar entrevista para o site de surf uruguaio Duke Surf.

“A cirurgia que eu fiz foi de reparação e não de recuperação, então eu estou dentro do tempo em que é bom competir (...) ondas como México e Taiti são muito poderosas. Até com um joelho saudável é arriscado, então mesmo que eu esteja 90% recuperado, é pouco mais de risco e eu quero levar tudo isso em conta antes de me comprometer com os eventos." - disse John John após a sua eliminação.

O havaiano contou ainda que irá reavaliar com a sua equipe nos próximos dias sobre quando será o seu retorno, visto que seu desejo é voltar ao tour quando estiver 100%. "Tudo que eu puder fazer pela minha saúde em longo prazo, eu vou fazer". Mesmo estando próximo à zona de classificação para as finais, John John deixou claro que talvez fique de fora das últimos competições da temporada de 2021, e saberemos disso em breve.


Depois da eliminação e entrevista, o havaiano sofreu algumas duras críticas dos fãs em suas redes sociais, sobre a sua decisão em participar das Olimpíadas antes de estar 100% , visto que poderia ter cedido a sua vaga para Kelly Slater (o próximo americano que estaria classificado).