Segunda etapa do Challenger Series 2021, em Portugal, está dominada por brasileiros

O Challenger Series 2021 já está rolando, e neste sábado, 02 de outubro, a janela para a segunda etapa abre em Ericeira, Portugal. E a #BrazilianStorm chega forte na etapa do MEO Vissla Pro Ericeira, com 21 atletas dos 96 no total. Ítalo Ferreira vai competir o evento, junto com outros nomes do CT e os novatos que buscam uma vaga para a elite mundial no ano que vem.


No feminino, além de Silvana Lima, que está tentando voltar ao Championship Tour após ficar de fora na última temporada, se juntam a ela Summer Macedo, que correu a primeira etapa, na Califórnia, e Sophia Medina, irmã do atual campeão mundial, Gabriel Medina.


A primeira etapa do tour do Challenger Series de 2021 aconteceu em Huntington Beach, na Califórnia, e deu pódio totalmente estadunidense. Mas teve brasileiro indo bem e, por enquanto, Lucas Silveira, campeão mundial pro júnior em 2016, vem garantindo uma vaga para estrear no CT do ano que vem. Em seguida da etapa portuguesa, a etapa francesa vai acontecer, com janela a partir de 16 de outubro.

Lucas Silveira no US Open of Surfing
Lucas Silveira no US Open of Surfing | Foto: WSL/Kenny Morris

Os campeões da primeira etapa do novo formato do Challenger Series foram Griffin Colapinto, de 23 anos e Caity Simmers, de apenas 15 anos. Para Colapinto, que é o nº1 no ranking masculino, a vitória foi a primeira da sua carreira internacional, contra seu conterrâneo Jack Marshall. Cailtin, por sua vez, derrotou a havaiana Gabriela Bryan, de 19 anos, atual líder do ranking feminino do Challenger Series.

Simmers e Colapinto campeões do US Open of Surfing | Foto: WSL/Kenny Morris


O brasileiro Lucas Silveira foi eliminado nas quartas de final pelo japonês, medalhista de prata nas Olimpíadas, Kanoa Igarashi. Sua classificação no ranking, após a primeira etapa, é 13º colocado, mas o brasileiro ainda pode se qualificar para o CT do ano que vem pois 5 surfistas a sua frente já tem vaga garantida no tour, e não precisam do ranking do Challenger. Ele é o único brasileiro que se classifica por meio do Challenger, até então.


No feminino, além de Gabriela Bryan e Caity Simmers, Coco Ho, Brisa Hennessy, Macy Callaghan e Vahine Fierro também estão qualificada pelo CT a partir do ranking feminino do Challenger. Mas, com mais três etapas ainda no tour desse ano, é cedo para afirmar quem se qualifica ou não. A brasileira Summer Macedo esteve presente na etapa, além de outras surfistas já conhecidas do CT, como Caroline Marks e Lakey Peterson..

Coco Ho no US Open of Surfing
Coco Ho no US Open of Surfing | Foto: WSL/Kenny Morris

O Challenger Series começou depois do fim da temporada do Championship Tour 2021. Com o fim da etapa na Califórnia, os surfistas já estão se encaminhando para Portugal, onde acontece a segunda etapa do CS. A janela abre já no próximo final de semana, no dia 3 de outubro, e mais brasileiros irão competir pela vaga no tour de 2022.


Por conta da pandemia causada pelo coronavírus, o tour mundial de acesso ao CT, o Challenger Series, teve seu calendário alterado e só começou agora, no final do mês de Setembro. Além desse, a WSL ainda tem o Longboard Tour, o Junior Series e o Qualifying Series para acompanhar até o final do ano. Em novembro, Saquarema – que não recebeu o Tour Mundial de surf – recebe o Longboard Tour 1.000, o QS e o Junior Tour em um Surf Festival.


Confira o calendário do Challenger Series abaixo:

Setembro

Sep 20 - 26

US Open of Surfing Huntington Beach presented by Shiseido

Huntington Beach, California, United States

Outubro

Oct 2 - 10

MEO Vissla Pro Ericeira

Ribeira D'Ilhas, Ericeira, Portugal

Oct 16 - 24

ROXY/QUIKSILVER Pro France

Capbreton / Hossegor / Seignosse, Landes, Nouvelle-Aquitaine, France

Novembro

Nov 26 - Dec 7

Haleiwa Challenger

Haleiwa, Hawaii, United States


Por aqui, vamos acompanhar e atualizar nossas redes com os resultados. De olho nos brasileiros e nas promessas para o próximo ano.

10 visualizações