• Fernanda Bahia

Tubos e reviravoltas nos dois dias de Boost Mobile Pro Gold Coast

O segundo evento do Australian Grand Slam aconteceu nesse começo de semana, dias 5 e 6 de outubro, de madrugada no Brasil e durante os dias 6 e 7 de outubro na Austrália. O Boost Mobile Pro Gold Coast viu uma das melhores condições de mar entre os eventos da WSL Countdown até agora, e teve a novata Isabella Nichols e o - não tão novato - Mikey Wright como campeões.

Isabella e Mikey campeões do Pro Gold Coast | Foto: © WSL / Cestari

Em um evento de reviravoltas e bons tubos, o primeiro dia de evento deixou as favoritas Stephanie Gilmore e Tyler Wright para trás. Tyler, que venceu no Tweed Pro Coast, primeiro evento do Aus Grand Slam, não conseguiu passar do primeiro round. Já Gilmore chegou apenas nas quartas de final. Isabella Nichols já se destacava na segunda-feira, determinada a melhorar sua performance, já que no Tweed Pro Coast ela parou nas quartas.


Entre os homens, a performance de Jack Robinson chamou atenção no primeiro dia, com alguns tubos e o maior somatório do dia, após um tubo que deu a ele 9.66 pontos. Jack, que chegou nas semifinais no primeiro evento, eliminou Owen Wright, um dos favoritos para a competição. Mikey Wright, irmão de Owen e Tyler, avançou nos seus rounds mas não se destacou na sua performance no primeiro dia.


Isabella Nichols Mikey Wright


Já o segundo dia de evento mostrou que Isabella estava realmente focada. A atleta, que iria correr o CT pela primeira vez em 2020, lembrou ao público como conquistou essa vaga e avançou para as finais com um surf consistente e dominando suas baterias. A atleta chegou na final contra sua amiga, Sophie McCulloch, que não se encontrou nas ondas do segundo dia de evento. A vitória de Nichols deu a ela a lycra amarela de Jeep Leader para o próximo, e último, evento do Australian Grand Slam, que era de Tyler Wright.


O evento masculino viu uma reviravolta com o nome de Mikey aparecendo entre os favoritos no segundo dia. Jack Robinson, que parecia pronto para chegar na final, parou nas semis, eliminado pelo wildcard local, Liam O'brien. Liam e Mikey se enfrentaram na final, e Mikey se encontrou melhor nos tubos e ondas de 4 a 6 pés dessa vez, levando a melhor. Com a vitória, Mikey vence sua primeira competição depois de dois anos se recuperando de uma lesão. Ele e Ethan estão empatados com a lycra amarela de Jeep Leader, o que será resolvido em Margareth River.


Brendan Margieson campeão entre as lendas | Foto: © WSL / Miers

O Boost Mobile Pro Gold Coast viu ainda uma competição entre lendas australianas. Cinco atletas veteranos, incluindo o campeão mundial de 1999, Mark Occy Occhilupo, competiram em uma bateria de 30 minutos. Os atletas mostraram que ainda têm o surf de competição na veia e surfaram boas ondas e alguns tubos. Foi o surfista Brendan Margo Margieson o campeão da bateria.



O próximo evento finaliza o WSL Countdown e nos deixa com o gostinho de quero mais, enquanto aguardamos o retorno do Championship Tour, em seu novo formato, para o ano de 2021. Segundo o calendário, em dezembro já vemos os atletas de volta na água, no Hawaii para a primeira etapa.

8 visualizações
Untitled

 Canal Surf Storm ©2020

  • Facebook Social Icon
  • Instagram Social Icon
  • YouTube Social  Icon