Kelly Slater e sua prancha biquilha que dominou Backdoor

Procuramos saber mais sobre a prancha "twin-fin" do "G.O.A.T." Kelly Slater que deixou o mundo do surf de boca aberta, ao vencer com facilidade sua bateria no último round do Pipe Masters, antes da suspensão da etapa, nas pesadas ondas de Backdoor.

Kelly Slater não é onze vezes campeão mundial a toa. Aos seus 48 anos de idade, segue fazendo coisas inacreditáveis.

No Pipe Masters do ano passado, já havia tirado um 10 incrível para Backdoor e este ano, resolveu aprontar mais uma vez e trazer mais uma de suas "inovações" para o surf. Kelly encarou Backdoor com um de seus projetos de prancha, uma biquilha 5'6 para as pesadas ondas da etapa havaiana.


Não só venceu, mas convenceu, onde mostrou muito controle em uma prancha que teoricamente tem menos estabilidade, ainda mais para o drop vertical das pesadas direitas de Banzai Pipeline, vulgo Backdoor, ainda aproveitando para tirar onda na entrevista após a bateria onde disse que surfou com a mesma prancha 5'6 de suas férias prolongadas em Bali:

“Eu cheguei do vôo há dois dias ... e nem olhei como estava o mar hoje.”, disse ele com uma pitada de orgulho e habilidade.

Kelly ainda começou a falar na entrevista sobre o valor da estabilidade das biquilhas e prestigiou Dane Kealoah, que era uma força a ser reconhecida em uma twin-fin em Backdoor. .


Procuramos saber mais sobre a prancha que deu o que falar no mundo do surf na última semana, e conversamos com o havaiano Mike Woo, dono da "Woo Surfboards" e que fez essa prancha, assim como outros diversos designs, junto de Kelly Slater, em Bali:

Atualmente eu estou morando em Bali, mas eu sou original do Hawaii. Kelly veio para Bali por alguns meses e nós trabalhamos em tantos diferentes designes e projetos enquanto ele esteve aqui. Essa prancha é uma 5'6 twin fin que Kelly e eu fizemos colaborativamente enquanto ele estava aqui por Bali. Ela é uma prancha '100% carbon fiber with vacuum bag lamination'. - nos contou Mike Woo dono da @woosurfboards.

Não é novidade que o Kelly gosta de inovar, e após anunciar que seria seu último ano no circuito (será?), é provável que possamos ver mais e mais testes dessas pranchas e designes que não estamos acostumados à ver correndo o tour, para que depois de tantos anos de circuito e de ter influenciado diretamente na evolução do esporte que temos hoje, aos 48 anos de idade, ainda veremos "THE G.O.A.T." dando a sua contribuição.

O que mais será que veremos por ai vindo de Kelly Slater em 2021?

Espero que muito mais.

522 visualizações