• Fernanda Bahia

LIVE com Gigantes do big surf debateu o swell épico em Nazaré e aponta possíveis quebras de recordes

No último domingo (15/11) os surfistas Lucas Chumbo, Carlos Burle, Ian Cosenza e Michelle des Bouillons, juntos com o oceanógrafo Douglas Nemes e o apresentador João Pedro Braga, bateram um papo em uma live no Canal Surf Storm sobre o último swell histórico em Nazaré

A LIVE, que abordou desde a formação perfeita do swell que proporcionou ondas épicas em Nazaré com uma visão mais técnica do oceanógrafo Douglas Nemes, até a trajetória de cada um dos surfistas brasileiros até aquele dia histórico em Nazaré, também surpreendeu apresentando a medição das ondas dos participantes e apontando possíveis novos recordes mundiais. O swell histórico levou vários atletas da elite do surf de ondas grandes, e uma multidão de fãs, para Nazaré no final do mês de outubro.

Ilustração 1: Carlos Burle e Pedro Scooby dividem onda de 27,9m, dentro da escala do recorde mundial. Ilustração 2: Lucas Chumbo surfou a maior onda do dia, com até 28,4m, provável novo recorde mundial.

Ilustração 3: Michelle Des Boullons surfou maior onda da vida que pode chegar à 16,4m.

lustração 4: Outra onda de Pedro Scooby está na escala de quebra do recorde mundial.

Ilustração 5: Onda de Rodrigo Koxa, atual recordista, foi medida também por Douglas Nemes.

lustração 6: Ciclone gerado no Atlântico Norte gerou o swell histórico em Nazaré


O time de peso que participou da live esteve no swell e puderam surfar algumas das maiores ondas das suas vidas, que quebraram na Praia do Norte. Carlos Burle, lenda do surf de ondas grandes, comentou:

"A condição era realmente tão perfeita, tão rara, que é difícil você deixar passar. E eu decidi isso, para poder fazer parte e para pegar uma onda, né! Sentir aquele frio na barriga de novo, participar com essa equipe em uma expedição incrível"

Douglas Nemes, oceanógrafo participou da live para falar da formação das ondas em Nazaré e dos possíveis recordes quebrados nesse swell. Douglas chamou a equipe de surfistas de "caçadores de ciclones" e aproveitou para explicar como Nazaré é afetada por alguns ciclones extratropicais e tem uma posição privilegiada que possibilita a formação das ondas gigantes. Douglas chegou a realizar cálculos dos tamanhos das ondas surfadas nesse swell.


Michelle des Bouillons, a única mulher brasileira no meio dos surfistas, entrou no mar depois de uma lesão e quase três meses sem surfar. Uma das ondas surfada por ela, segundo os cálculos do oceanógrafo, chegou a até 16.5 metros. Michelle comentou sobre a onda:

"Essa que foi a onda destaque, ela veio no lugar mais difícil de surfar na Nazaré, que é ali no primeiro pico. E é uma onda que da esse 'double up', ela dobra de tamanho assim que entra na bancada. Mas, nossa, foi melhor do que eu esperava"

Já Chumbo, que conhece bem as ondas de Portugal, está cada vez se destacando mais no big wave e foi campeão do campeonato de tow in da WSL, o Nazaré Tow Surfing Challenge, ao lado de Kai Lenny, no começo de 2020. E não era para menos, sua onda destaque, segundo os cálculos do oceanógrafo, tinha cerca de 27.5 metros.

"Essa foi a única onda, que eu peguei aqui na Nazaré, que eu sabia que ia ser uma das maiores ondas da minha vida, eu senti a pressão dela, a energia dela, realmente me assustou. Eu pensei assim 'não vou nem me mexer aqui, vou fazer tudo safe, para sair da onda 'safe' e pedindo para o jetski me buscar' " Comentou Chumbo.

A live ainda contou com outros relatos e um papo muito interessante sobre a logística e os momentos de tensão de surfar Nazaré e as ondas gigantes. Você pode conferir os melhores momentos dessa live em um post nas redes sociais do @canalsurfstorm, ou, conferir abaixo o bate-papo completo:


Untitled

 Canal Surf Storm ©2020

  • Facebook Social Icon
  • Instagram Social Icon
  • YouTube Social  Icon