• papodesurfista

O que não te contam sobre as Quilhas e como elas podem mudar o seu Surf

Elas fazem toda a diferença no seu surf, podendo até mesmo transformar um toco numa prancha magica de uma hora para outra, sim nós estamos falando delas, das quilhas! E para te ajudar a entender melhor o papel das quilhas no seu surf, nós chamamos o Lucas do @papodesurfista que irá revelar como você pode usar as quilhas para afinar sua prancha de surf e deixar ela mágica!

Fala Surfista, beleza?! Lucas aqui! E nesse artigo a gente vai falar sobre as quilhas!


E diferente de tudo que você já viu, não vou aqui falar sobre as curvas, angulações e aspectos das quilhas. Isso vou deixar para um próximo artigo!


Aqui eu vou falar algo mais profundo e extremamente básico sobre as quilhas e quando você entender isso vai saber mudar suas quilhas como mestre!


As quilhas são uns dos elementos mais importantes da tua prancha e mais ainda na hora da tua escolha, são elas que vão afinar a sua prancha. Em relação ao tipo de onda que você vai pegar, ao teu perfil de surf e o estilo de surf que está buscando.


Primeiro eu quero falar pra vocês basicamente quais são as funções das quilhas.

Função básica das quilhas na prancha - Laterais para Velocidade e Central para Estabilidade e Pivot

Se a gente tiver como base uma triquilha, podemos ver duas quilhas laterais e uma central.


A quilha central é quem dá a estabilidade pra tua prancha e um ponto de pivô, sendo pivot um ponto aonde você gira a sua prancha pra você dar uma batida ou você subir em direção ao lip


É como se essa quilha servisse de ponto de giro para sua prancha.


As quilhas laterais são as de propulsão da prancha e são as que quando você faz aquela troca de borda para ganhar velocidade ou em uma cavada e coloca a borda da prancha na água, a quilha lateral que vai auxiliar a borda a conseguir transferir sua força para a água e empurrar sua prancha pra frente ganhando velocidade!


E com esses dois conceitos é muito fácil entender agora como é que é o comportamento de sets de quilhas diferentes: monoquilha, biquilha, triquilha e uma quadriquilha!


Inclusive, como a prancha de surf envolve vários aspectos, vamos aqui trocar uma ideia sobre as sensações que teríamos quando trocamos de um set de quilhas para outro usando a mesma prancha, beleza?

Monoquilhas: Quilha Central grande para estabilizar o movimento da prancha

A Monoquilha é basicamente a quilha central sozinha, então sua função básica é fornecer um elemento de estabilidade e um ponto de pivot.


Por isso que monoquilhas geralmente são surfadas em arcos mais abertos e redondos, pois só se tem a quilha de estabilização. E para conseguir extrair o máximo proveito da onda com esse set de quilhas é necessário saber ler muito bem as ondas! Porque não há quilhas laterais para ajudar no ganho de velocidade!


Você deve saber usar a força da onda a seu favor, colocando a prancha sempre no local correto da onda para garantir o máximo de ganho de velocidade. Ou seja, a monoquilha desafia bastante a capacidade do surfista de saber ler e surfar ondas, uma boa pedida para quem já é mais experiente e quer evoluir nesse quesito!

Biquilha: Duas quilhas laterais focadas em ganho de velocidade e drive

As Biquilhas são basicamente as duas quilhas de propulção só que maiores e posicionadas um mais mais para trás da prancha (em relação as triquilhas).


A prancha então não vai ter a quilha central de estabilidade. Com elas você vai fazer um surf bem bem veloz e mais redondo também! Pois a ausência da quilha de pivot dificulta o giro rápido da prancha em arcos mais fechados.


Claro, dependendo do rocker e rabeta da sua prancha, dá sim para ter uma biquilha que faça arcos bem fechados e um surf bem radical, mas estamos aqui trocando uma ideia sobre como é a sensação que cada um dos sets de quilhas traria para uma mesma prancha!

Triquilhas: As mais usadas hoje em dia, possui um mix de todos os atributos das quilhas

E agora eu vou falar das nossas queridas triquilhas!


Elas são um conjunto mais ou menos de um pouco do que tem na biquilha com o pouco do que tem da nomoquilha, então na triquilha você possui as duas quilhas laterais, que são usadas para a velocidade, e a quilha central para a estabilização e pivoteamento.


Inclusive por isso que as triquilhas são as mais utilizadas hoje em dia, porque de fato elas são as mais versáteis! Hoje conseguimos ver vários tipos de modelos de triquilhas, formatos, tamanhos e materiais diferentes, e isso faz o uso dessas belezinhas bem amplo e com possibilidade de ajustes bem finos.


Essas características específicas de formatos, tamanhos e materiais de quilhas eu vou deixar para um próximo artigo aqui, fechou?


Portanto, basicamente com as triquilhas você vai conseguir sim ganhar velocidade com a sua prancha, trocando de borda, e você vai sim ter um ponto de pivô que é com a quilha central, em que você consegue fazer com que a sua prancha pivote em relação a aquele ponto e faça arcos bem fechados!


Vale aqui ressaltar que o tamanho das triquilhas são bem menores que as monoquilhas e as biquilhas, justamente para ter uma balanço entre velocidade e manobrabilidade.

O próximo conjunto são as quadriquilhas!


Quando eu uso esse set de quilhas, geralmente uso as quilhas laterais das minhas triquilhas na frente e uso duas estabilizadoras (pode ser até de plástico) nas quilhas de trás.


As quadriquilhas têm características interessantes que você pode pedir para o shaper alterar no projeto quando ele estiver fazendo sua prancha.


Caso você goste de um surf mais redondo, rápido e com uma pegada mais de biquilha, fala com o seu shaper para pegar as duas quilhas de trás e aproxima-las das quilhas laterais e jogar um pouco mais pra frente.

Assim você estará jogando as quilhas de trás mais como uma quilha de propulção do que de estabilização, por estarem mais próximas a borda e mais para frente, então sua prancha vai tender a se comportar um pouco mais como uma biquilha.


Então, você vai ganhar muita velocidade na onda, só que você não vai ter aquele ponto de pivô que a triquilha te fornece e vai tender a executar geralmente arcos mais alongados com esse tipo de set de quilhas.


Agora caso você queira aproveitar a área da quadriquilha para ganhar mais projeção e velocidade mas ainda sim quer ter uma prancha com uma pegada mais de triquilha, você pode pedir para que seu shaper jogue as quilhas de trás mais para o centro da prancha!

Assim você estará jogando as quilhas de trás mais como estabilizadores e de pivot! Dando uma pegada de triquilha na sua quadriquilha.


Então da pra perceber que da pra mudar muita coisa ai né? Não só nos formatos e materias da quilha como também no seu posicionamento na prancha de surf.


Agora é o seguinte, se você ficou até aqui nesse artigo, você é um surfista especial e eu vou te dá duas dicas muito maneiras, beleza?! Só pra quem leu até aqui no final!


A gente já sabe que a quilha traseira é a quilha de estabilidade e a quilha da frente é a propulção, certo?!


Dentro de uma triquilha, então, quando você aumenta a área de uma dessas quilhas você está aumentando a influência do efeito dessa quilha na prancha.


Ou seja, se você, por exemplo, esta com uma prancha com muita curva, ela tem rocker muito acentuado, ela tem um bico fino, uma rabeta fina e você sente que ela não está ganhando tanta velocidade, o que você pode fazer?


Então você tem que aumentar a influencia das suas quilhas de propulção da tua prancha!


Você pode passar a usar quilhas laterais maiores!


Por exemplo, você é um surfista que usa uma quilha M, você pode usar uma G nas laterais e continuar com a quilha M atrás, tendo assim uma quilha maior para propulsão e ganho de velocidade!


Uma outra dica é o inverso, se você acha que a sua prancha está um pouco presa demais, dura demais na curva, o que você faz?


Você diminui a quilha de estabilização e perde estabilidade na rabeta!

Ou seja, troque a quilha central por uma um pouco menor pra você deixar a sua prancha um pouco mais solta na rabeta, e você vai sentir a prancha mais solta na batida e com cavadas com arcos mais fechados!


Outra coisa que você pode mexer nesse conjunto é o material da tua quilha!


O material vai interferir na velocidade de resposta da sua prancha! Uma quilha mais rígida (carbono ou honeycomb por exemplo) respondem mais rápido e a quilha fica mais presa na onda


Já materiais como reina e plástico são mais flexíveis e deixam a rabeta mais solta.


Sim, você pode usar sim, uma quilha de plástico! Eu uso quilhas de plástico nas quilhas de trás das quadriquilhas para deixar a prancha mais solta.


Sim quilhas de plástico possuem são de material menos nobre e são famosas por serem de má qualidade, porém se você souber como e quando usar elas, certamente elas ganharão um espaço no seu quiver.


Quilhas mais rígidas nas quilhas laterais pode sim trazer benefícios no ganho de velocidade, caso você use ainda quilhas de plástico.


Ou se sente que sua prancha derrapa muito nas ondas, pode ao invés de aumentar a quilha centra, você pode usar uma quilha central de carbono ou de material mais rígido.


Sente que sua prancha está presa demais? Pode usar a quilha central de plástico.


E assim vai, tudo de acordo com o que você busca no surf.


Essas duas dicas e muitas outras eu entrego para meus alunos e eles tem resultados incríveis! Saber usar o equipamento de surf da maneira correta é um acelerador extremamente poderoso na evolução!


Bom surfista, eu espero que você tenha gostado desse conteúdo! Tamo juntoo e até o próximo artigo!


Forte Abraço e Aloha!


Autor: Lucas e Mayra

Saiba mais em @papodesurfista