• Fernanda Bahia

Prêmio brasileiro de ondas grandes 2020 abre inscrições

O Extreme Boardriders 2020, que vai para a sua 3ª edição, premiará não só as ondas surfadas na remada ou no Tow-in, como também aqueles que se aventuram nas ondas grandes nas modalidades Bodyboard, Kitesurf ou o Stand up. A janela para inscrição ao prêmio está aberta, e os vídeos e fotos das ondas devem ser enviados até o dia 10 de novembro de 2020.

Com inscrições abertas para homens e mulher, sem limite de idade, o campeonato conta com sete categorias:


Onda Do Ano Masculino – Onda mais impressionante surfada no Brasil em 2020. Aberta a ondas grandes surfadas em uma prancha entre as modalidades de: Surf, Tow-in, Bodyboard, Kitesurf e SUP. Obs: Aberta a ondas impressionantes também surfadas em outras modalidades de esportes de prancha em ocasiões especiais.

Onda Do Ano Feminino – Onda mais impressionante surfada no Brasil em 2020. Aberta a ondas grandes surfadas em uma prancha entre as modalidades de: Surf, Tow-in, Bodyboard, Kitesurf e SUP. Obs: Aberta a ondas impressionantes também surfadas em outras modalidades de esportes de prancha em ocasiões especiais.

Kona Big Wave Maior Onda Na Remada Surf – maior onda surfada na remada no litoral brasileiro.

Melhor Onda Bodyboard – Maior ou mais audaciosa onda surfada de Bodyboard no litoral brasileiro.

Melhor Onda Kitesurf – Maior ou mais audaciosa onda surfada de Kitesurf no litoral brasileiro.

Melhor Onda SUP – Maior ou mais audaciosa onda surfada de Stand Up Paddle no litoral brasileiro.

Maior Vaca – Maior Vaca/tombo em uma onda no litoral brasileiro.


Na galeria:

Michaela Fregonese, uma das favoritas para levar o prêmio esse ano.

Já o local de Itacoatiara, Gabriel Sampaio, pode ter pego a maior onda do ano na remada e também é um dos possíveis candidatos ao prêmio.

Eric Poseidon, vencedor da categoria bodyboard no ano passado, também é um dos fortes candidatos ao prêmio da modalidade esse ano.


O evento conta com uma premiação em dinheiro de R$15mil, que será dividida entre as sete categorias. Nesse ano os fotógrafos e cinegrafistas responsáveis pelas imagens dos surfistas também serão premiados.


Foram escolhidos cinco nomes do surf para julgar o evento, além do voto popular, a partir de comentários nas redes sociais. Os jurados serão Maya Gabeira, Rico de Souza, Taiu Bueno, Eraldo Gueiros e Rosaldo Cavalcanti. Quanto aos critérios de julgamento utilizados, o site do campeonato esclarece:

Os maiores prêmios de ondas usam técnicas que estimam a altura da onda em relação à altura conhecida do surfista, enquanto calcula a distorção causada pelo ângulo da foto e pelo tamanho da lente. Os juízes das divisões subjetivas são instados a considerar o desempenho sustentado durante todo o percurso – incluindo a qualidade e quantidade geral do desafio ou posições críticas alcançadas e avaliar a habilidade do surfista em uma situação desafiadora, apresentado puramente pela forma única de uma onda em particular.

A partir desses critérios, as cinco melhores ondas de cada categoria serão escolhidas pelo grupo de jurados e apresentadas ao público. Os vencedores, entre as cinco ondas finalistas das sete categorias, serão anunciados em uma cerimônia de premiação.


Para realizar as inscrições, abertas até o dia 10 de novembro, basta acessar esse link. Você também ode conferir o regulamento do evento nesse link.


Estamos ansiosos para ver a cena do big wave brasileiro mostrando que nem só de surf e tow-in sobrevivem as ondas grandes, e ver novamente os destaques do ano de todas as modalides, sendo premiados. Boa sorte a todos!

Untitled

 Canal Surf Storm ©2020

  • Facebook Social Icon
  • Instagram Social Icon
  • YouTube Social  Icon