Resenha do Surf - Pré Etapa Teahupoo

A janela para Teahupoo abre a partir do dia 10 de agosto (nesta sexta feira), e a expectativa como sempre para esta etapa, é grande! Impossível para nós brasileiros, não lembrar daquela vitória em 2014 de Gabriel Medina em cima de Kelly Slater, num mar clássico, no ano do primeiro título mundial para o Brasil.

Gabriel Medina (2014)

Previsão:

Infelizmente, as primeiras previsões de ondas no momento, mostram um mar bem diferente daquele. Dificilmente acontecerá o campeonato nos dois primeiros dias da janela. Nos dias 12 e 13 existe a possibilidade do famoso “It´s On”, com a entrada de um swell de tamanho médio.

Favoritos para Teahupoo (Canal Surf Storm)

Favoritos:

Com relação aos favoritos, como (mais uma vez) o mestre Kelly Slater não irá competir, dando lugar novamente ao aussie Mikey Wright, apontaria uma grande batalha entre Gabriel Medina e Julian Wilson na etapa. Os dois estão na corrida pela ponta da tabela e tem um histórico muito bom no Tahiti, tendo Medina sido campeão em 2014 e vice em 2015 e no ano passado. Além do que, se quiser se manter na luta pelo título, precisa de melhores resultados neste segundo semestre, no qual costuma mandar melhor. Já Julian Wilson é o atual campeão da etapa (em cima do próprio Gabriel Medina em 2017), além de vir surfando bem em 2018 (pelo menos é o único gringo que realmente incomoda os brazucas no ranking).


Outros vencedores gringos que podem dar trabalho são: Adrian Buchan e Jeremy Flores. Outro surfista para ficar de olho, é o australiano Owen Wright, que sempre manda muito bem em ondas tubulares para a esquerda, e já foi vice por lá.

Brazilian Storm

Brazilian Storm:

Com relação aos outros brasileiros, o atual líder do ranking, Filipe Toledo, não é considerado favorito para etapa, por conta de seu histórico no local, mas não deve ser descartado.

Surpreendeu positivamente, ao ir para o Tahiti recentemente para treinar, e sem medo encarou as famosas “bombas” de Tchopo. Inclusive ralou feio suas costas.

Com o mar um pouco menor, pode ser um zebra.

Filipinho mostrou que está afim, de conseguir seu primeiro título mundial este ano.


Torcida também para nossos goofys que precisam de bons resultados para se manterem na elite no próximo ano. Casos de Jessé Mendes, Yago Dora e Ian Gouveia, este último, tem urgência em um resultado expressivo.


Espero que tenhamos um show de surfe, numa etapa que sempre tem uma expectativa muito grande, e não à toa, pois o pico é show e tem altas ondas! Claro, e que vença (mais uma vez) um brasileiro!


- Ricardo, @resenhadosurf_ -


Baterias da etapa de Teahupoo 2018





60 visualizações
Untitled

 Canal Surf Storm ©2020

  • Facebook Social Icon
  • Instagram Social Icon
  • YouTube Social  Icon