• papodesurfista

Sete regras de etiqueta no surf que todo surfista deveria saber

Com o crescimento do surf no Brasil e no mundo, o número de surfistas no outside fica cada vez maior. Para tornar nosso convívio como surfistas harmonioso dentro d'água e todos pegarem onda, independente do número de pessoas na água, saber e utilizar das regras de etiqueta do surf se faz imprescindível. E para ajudar a te mostrar as regras mais importantes do surf nós chamamos o Lucas do @papodesurfista que irá te mostrar de maneira bem simples as regras mais importantes!

Fala Surfista, beleza?! Lucas aqui! E nesse artigo vamos falar sobre um assunto de extrema importância no surf, regras de etiqueta na água!


Essas regras são imprescindíveis para que haja uma boa dinâmica dentro do mar e que todos consigam se respeitar, pegar altas ondas e sair amarradões do mar!


Inclusive, seguindo essas 7 regras que vou te mostrar aqui dificilmente você entrará em apuros na água se machucando ou se desentendendo com algum local.


É claro, eu também entendo que nem todos respeitam essas regras, principalmente pessoas que julgam ser donas do pico e acabam usando da agressividade para tentar impor respeito.


Porém independente de uns poucos que não tem respeito pelos outros na água, se cada um fizer sua parte e perpetuar esse respeito mutuo, o outside será muito mais agradável e todos conseguirão pegar ondas.


Fora que muitos surfistas não conhecem a dinâmica do surf e PRECISAM saber essas regras para manter a si e todos os outros no mar seguros.

Regras de 'etiqueta' do surf são consenso no mundo todo.

Vamos então às regras:


1. Não Rabeirar


Para que seja respeitado a vez de todos no mar, essa é a regra mais importante de todas no surf.


Raberar no surf é roubar a onda do outro e isso é uma tremenda falta de respeito, além de criar uma situação de altíssimo risco para ambos os surfistas se baterem e se machucarem.


Para que você entenda como funciona, a regra básica diz que quem estiver mais próximo ao pico da onda, região onde a crista da onda irá quebrar primeiro, tem a preferência de ir na onda.

A dica para evitar qualquer situação desconfortável em raberar alguém é sempre olhar para o pico antes de dropar, ou seja, se você for em uma direita, olha para a esquerda rapidamente para ver se não tem alguém vindo na onda.

Ou mesmo olhando se há alguém remando na onda junto com você, caso não haja, vá com tudo!

Caso entre sem querer, por não ter olhado, ou por não ter visto de alguma forma, saia da onda o mais rápido possível e por cima, para não atrapalhar o outro surfista.

Algo interessante para comentar aqui é que quem pega a onda primeiro também tem a prioridade, independente se está mais no pico ou não, por isso muitos surfistas de pranchinha se incomodam com surfistas de pranchão e de SUP no outside, pois eles se posicionam mais atrás e pegam a onda antes.


Vale destacar também, que em ondas mais cavadas e tubulares, você pode atrapalhar o surfista com a prioridade (que está no pico) só ao remar na onda do outro surfista (mesmo sem dropar), já que esse movimento da remada vai fazer uma espuma na parede da onda e muitas vezes acaba por "fechar" o tubo/onda. Então nesse tipo de onda, tenha atenção redobrada para não atrapalhar o que pode até ser o tubo da vida de alguém, beleza?


2. Não Ficar na Frente


Algo que incomoda muito é quando estamos descendo a parede da onda e do nada aprece alguém exatamente na linha da onda, né?


Ou você passa e corre risco de machucar aquela pessoa e também quebrar uma quilha, ou você desiste da onda. Geralmente a segunda alternativa é a mais sensata.

Para que isso seja evitado sempre prefira voltar para o outside o mais por fora do pico possível. Ou, caso veja que está próximo demais de alguém dropando a onda, reme para a espuma! Você irá dificultar um pouco sua volta mas melhor uma espuma batendo em suas costas do que a possibilidade de uma quilha, certo?

Outra atitude que evita que você fique na frente de algum surfista, mas agora na hora da remada, é ficar logo abaixo dele no outside, isso atrapalha demais a remada na onda e você pode fazer alguém perder uma onda por mal posicionamento.


E fala sério, se isso já aconteceu com você, é chato demais né? Então vamos evitar que isso aconteça com o próximo.

Claro que há picos onde há varias sessões para serem surfadas, em muitos picos de coral e pedra por exemplo. Esses casos são um pouco diferente, o ficar mais embaixo é de certa forma permitido, para que cada um pegue a onda na sessão que quer.


Porém nesse caso o posicionamento não é embaixo, como na figura acima, mas sim na "diagonal", seguindo a linha de como a onda vai quebrando e abrindo.


3. Não Dar Voltinha


Dar voltinha é tão ruim quanto rabeirar alguém. Basicamente é furar a fila no outside e pegar a vez do outro, o que em point breaks é uma regra essencial, e por isso muito clara mundo a fora, no Brasil (onde tem menos point breaks) ainda existem muitos surfistas que não conhecem (ou ignoram) essa "etiqueta" e vivem "fazendo a bóia".


Basicamente é quando o surfista B, o "snake" (surfista que da voltinha), está no outside ao lado de sua presa, o surfista A. Eles então veem uma onda vindo para o surfista A, posicionado mais no pico da onda, com a preferência para pegá-la.


Então o Surfista B (Snake) rema por cima ou por baixo para ficar mais próximo do pico da onda e "roubar a preferência da onda" para si.

Claro que em um mar com muito crowd isso pode acabar acontecendo, mesmo que sem querer, mas se atente bastante para que isso não aconteça.


Essa "voltinha" só é valida se o surfista B fosse para a esquerda e o A for para a direita, mas para saber isso você precisará aplica a próxima regra


4. Comunique-se


Muitas vezes nós vemos uma oportunidade em uma onda e outra pessoa ve outra, para que ambos os surfistas possam aproveitar aquela onda, comunicação se torna essencial!


Muitas vezes eu pergunto e acabo conseguindo pegar a onda no sentido oposto que o outro surfista vai, caso vejo que a onda pode sim proporcionar uma esquerda e outra direita.


Comunicação pode também evitar acidentes. As vezes não vemos o outro vindo na onda, por isso se torna necessário avisar para os outros surfistas sua intenção na onda ou apenas avisar que você está na onda, mas faça isso quando estiver na preferência da onda, claro.

E se não for conseguir pegar, incentive outro surfista mais fora do pico a pegar aquela onda. Nesses casos eu grito "VAI! VAI! VAI!" ou "BOA!BOA!BOA!".


Isso se faz necessário também quando você acabou de tomar uma vaca e está sem a prancha e vê outro surfista na onda indo em sua direção, nesse caso avise que você está ali para ele não fazer presunto de você, hahaha.


5. Não Largue a Prancha

Largar a prancha pode fazer você estourar seu strep e sua prancha pode bater em outra pessoa. Ou até mesmo bater mesmo com o strep no seu pé!


Se você sentir necessidade de largar a prancha, certifique-se de que não há ninguém embaixo de você.


Caso tenha, faça de tudo para furar a onda e segurar a prancha! E se você pensou "mas eu não vou conseguir furar a onda".


Então nesse caso procure um local com menos pessoas para pode soltar a prancha caso precise.


6. Saiba Seus Limites



Aprenda a entender quando o mar está além dos seus limites, pois se você não estiver pronto para cair alí, você acabará soltando a prancha demais e machucando alguém e possivelmente a si mesmo(a).


Saber e respeitar seus limites é uma proteção para você e os outros surfistas no mar.


7. Respeite Todos no Mar

Todos no mar merecem respeito, locais e não locais. Mas quero pontuar aqui com você algo sobre Localismo.


Localismo pesado deve sim ser repudiado, quando é desrespeitoso e agressivo.


Mas também acredito que há lugares onde os locais cuidam do lugar, protegem de projetos malucos da prefeitura e doam do bolso para o local se manter limpo e agradável. Caso da @asap_prainha_rio, da galera do @salvemossaoconradorj, entre outros tantos que protegem o seu pico.


Então, na minha opinião, deve sim existir respeito mutuo entre todos, mas também todos devem ter consideração pelas pessoas que surfam ali todos os dias, conhecem melhor o pico e cuidam daquele lugar como se fosse seus lares.


Inclusive, na maioria das vezes, o local sabe se posicionar no pico muito melhor do que os outros e acaba "dando volta" em nós porque nós que estamos mal posicionados.


Então a mensagem aqui é para todos: Se for local, não rabere quem não conhece o pico, o mar é de todos! Se você não for local, observe os locais, chegue na humildade para aprender com eles e você terá sua vez.


Nem preciso dizer que respeitar o pico também é imprescindível ne? Ou seja, mantenha a praia limpa e leve seu lixo!


E você, adicionaria alguma outra regra de etiqueta nessa lista? Comenta aqui embaixo!


Bom surfista, eu espero que você tenha gostado desse conteúdo! Tamo junto e até o próximo artigo!


Forte Abraço e Aloha!

Autor: Lucas

Saiba mais em @papodesurfista

Untitled

 Canal Surf Storm ©2020

  • Facebook Social Icon
  • Instagram Social Icon
  • YouTube Social  Icon