top of page

7 dicas na Hora de Comprar Uma Prancha Usada

Comprar uma prancha de surf usada pode ser uma boa forma de economizar uma grana e adquirir um belo foguete “novo”. Porém, é aquele ditado, se você não tiver um pouco de cuidado, o barato pode acabar saindo caro. Por isso, no @papodesurfista de hoje listamos 7 dicas para você ficar atento antes de comprar uma prancha usada


 

Pranchas Usadas: Uma Ótima Forma de Adquirir Um Foguete "Novo" e Gastar Pouco

1. Características da Prancha

Características como Outline, Litragem, Comprimento e outros devem estar de acordo com o seu objetivo no surf

Logo de cara eu te falo, antes de procurar uma prancha usada, ou até mesmo nova, você deve saber o que exatamente você está procurando: Uma prancha de marola? Uma prancha de performance? Uma prancha de Tubo? Uma para aprender?


Seja qual for seu objetivo, meu conselho aqui é verificar as características da prancha, como: Litragem (Volume), meio (Largura), comprimento (5’11” ou 6’0”), tipo de Rabeta, Outline etc. e checar se essas características condizem com o seu perfil de Surfista, tipo de mar que irá cair e seu objetivo com aquela prancha.


Eu sei que as vezes é complicado analisar todas essas características, mas é importante procurar saber mais sobre elas e saber como as pranchas funcionam para você não entrar em uma roubada.


Leve em consideração também o seu nível de Surf! Se estiver aprendendo, procure uma prancha adequada para o seu momento.


2. Cor da Prancha

Evite pranchas amareladas demais

Depois que você analisou as pranchas, escolheu algumas para dar uma olhada que batem com aquilo que você precisa no surf, vai a nossa próxima dica:


Procure sempre pranchas com laminação branca na hora da compra!


A exposição da prancha de surf à luz solar gera uma degradação acelerada da resina, o que acaba ocasionando mudanças na coloração da Prancha.


Se a prancha for Branca, a sua cor irá começar a amarelar rapidamente caso o dono não tenha tido muito cuidado com o Foguete no passado.


Claro que, caso a prancha de surf Usada seja muito velha, ela inevitavelmente terá sua cor alterada, mas se ela tiver poucos anos de uso e já apresentar uma cor amarelada, é um sinal de alerta.


Outro fator que pode influenciar a cor é a qualidade do material. Há certas resinas de menor qualidade que fazem a prancha amarelar mais rapidamente.

“Beleza Lucas, entendi sobre a cor, mas qual é o efeito disso na prancha?”


Se a cor da prancha já estiver meio amarelada, significa que a laminação já possui um certo grau de degradação da estrutura da laminação.


Nessa situação o período de vida útil restante da prancha Usada já pode estar bem pequeno e não ser um bom negócio para você. Essa degradação leva a laminação se tornar mais frágil e quebradiça.


Ou seja, procurar pranchas com laminação branca na hora da compra é sempre uma boa escolha!


“Ah, então não posso comprar pranchas pigmentadas?”


Calma... se ela for pintada ou pigmentada e você não conseguir constatar essa coloração, nesse caso aconselhamos não comprar pranchas com pigmentação ou coloração preta, pois elas tendem a esquentar muito e isso pode causar danos a prancha.


3. Estado da Laminação

Trincas e moças são defeitos que devem ser evitados ou então renegociar o preço da prancha

Após analisar a cor da prancha, é muito importante verificar se nela há avarias.


Observe com cuidado o estado da laminação da prancha Usada, verifique se há trincas ou moças (quando há um amassado na prancha) que você vai ter que consertar após a compra. Em caso de haver trincas, você deve verificar se nelas estão entrando água ou não.


Tome cuidado com moças no fundo da prancha, ela irá interferir na passagem d'água e pode incomodar um pouco os Surfistas que já possuem uma maior sensibilidade com o equipamento.


Caso você verifique que há trincas, uma dica aqui é colocar a região avariada na boca, fazer um vácuo e perceber se o ar de dentro da prancha sai.


Se ele sair é porque está com teco vazando e isso já diminui o preço da prancha Usada, pois você terá que sanar o defeito.



4. Danos de Água no Bloco

Regiões com a coloração mais escura podem indicar que o bloco foi danificado por água salgada

Se houver manchas localizadas na prancha, uma das razões pode ser um teco que permitiu que água salgada entrasse na prancha. Essa água salgada possui microrganismos que se proliferam no bloco e o apodrecem.


Aqui cabe um questionamento prévio para o dono: Perguntar ao dono se ele já Surfou com a prancha tecada. Se ele deixou a prancha escorre a água depois do Surf caso ele tenha tido um teco durante algum Surf.


Uma boa olhada geral pela prancha deve ser feita para verificar se não há manchas pela prancha.


Outra dica é: Pega a prancha no Braço e sente o peso dela, se ela estiver muito pesada já não é um bom sinal.



5. Consertos Antigos

Consertos antigos devem estar bem fechados e bem feitos

É importante perguntar se a prancha já teve algum conserto. Se tiver, desde que nada muito grande ou que altere a estrutura da prancha, não é nenhum grande problema, desde que o antigo dono seja honesto e você verifique se eles foram realmente bem feitos.


Você deve verificar se os consertos antigos da prancha foram bem feitos e bem vedados. Faz o teste da boca nos tecos e consertos! Apenas garanta primeiro se a região está limpa!


Outra dica aqui é: caso a prancha de surf seja pintada ou pigmentada, se ela apresentar regiões de cores diferentes da cor geral da prancha, certamente um conserto foi feito ali.


É igual conserto de carro, nunca dá para esconder 100% a cor da região afetada.