Surf na primavera, como funcionam os picos de surf do Brasil nessa estação?

O inverno tem altas, o verão costuma ser flat, mas e a primavera? Pedimos a opinião dos especialistas em oceanografia, Prof. Swell e Prof. Zen para explicar de um jeito bem curioso pra vocês como funciona o surf na primavera

A primavera esse ano começou no dia 23 de Setembro, e naturalmente as pessoas na água já começavam a "fofocar" quando o mar está ficando menor dizendo algo como "ah, está acabando o inverno, agora já era.." mas será que é isso mesmo? Chamamos a galera do @Surfingandstudying para explicar com detalhes o porque você ainda não deve ficar desanimado e pode esperar sim pegar altas ondas na primavera!


Nas regiões Sul e sudeste do Brasil, a temporada de primavera é marcada pela diminuição do número de ciclones extratropicais capazes de gerar ondas para o litoral brasileiro. Consequentemente, diminui a geração e intensidade de swell da direção Sul. Por outro lado, é a temporada que o ciclone subtropical ganha destaque, gerando mais swells de sudeste e, geralmente, (pelo menos um) evento extremo (ressaca) entre Santa Catarina e Rio de Janeiro.

As praias da Zona Sul do RJ recebem melhor a ondulação de Sudeste e costumam quebrar clássico mais vezes na primavera - Foto: Arpex Clássico / Bárbara Becker

Na maioria das Praias das regiões Sul e Sudeste o inverno causou erosões severas, levando boa parte da areia (para os bancos submersos) e deixando um degrau na praia. Isto é muito bom para o surf, pois toda areia está na forma dos bancos, o que forma justamente o que chamam de "fundo bom" que fazem as ondas quebrarem tão perfeitas com a ondulação certa. Na primavera, esta areia começa a migrar para recompor a praia novamente. Reparem que isto ocorre porque começa haver equilíbrio entre as ondulações de Sul (que retiram areia da praia) com as ondas de leste e Nordeste (as quais "empurram" areia de volta para a praia). Durante este processo de "chegada" de areia na praia, os bancos ficam com formas ideais para produzirem dias clássicos de surf.

Fernando de Noronha quebra clássico de Outubro à Fevereiro, quando as ondulações do Atlântico Norte atingem a região - Foto: James Thisted

Já no litoral Nordeste o predomínio dos ventos alísios de direção leste define a chegada de ondas irregulares, geralmente de qualidade regular a ruim. Por outro lado, o ligeiro aumento na velocidade dos ventos alísios ou a chegada de uma ondulação de Sul ou sudeste fazem a alegria dos surfistas com ótimas ondas quando isso ocorre. A Praia da Cacimba do Padre, em Fernando de Noronha, por exemplo, tem sua temporada de ondas boas nas estações da primavera e verão, diferentemente de grande parte do país.

Ponta do Camaçuru, no Pará, quebra clássico na estação, porém é um pico muito pouco explorado e de difícil acesso - Foto: Jader Paes

Quando falamos de primavera e surf no litoral Norte, os ventos alísios de direção leste também definem a predominância das ondulações pequenas diariamente. Sempre tem onda na maré cheia. No meio da primavera, os ventos alísios de direção nordeste passarão a predominar, começando a aumentar a altura das ondas. Além disso, os ciclones no Atlântico Norte (os mesmos que geram ondas em Nazaré) começarão a funcionar.

A partir daí começará a temporada das ondas de swell de norte e a alegria dos surfistas locais será renovada.


Então já sabe, se quiser marcar uma #surftrip de #primavera, as dicas são São Francisco do Sul, Ilha do Mel, Ilha do Cardoso, Ubatuba, Rio de Janeiro e Regência, que são os lugares que devem ser mais constantes nessa estação!

E ai, curtiu? Então se anime, que o verão ainda não chegou e a primavera promete render altas ondas! Aloha e até a próxima aula!

.

.

.

Autores: Professor Swell (Douglas Nemes) e Professor Zen (Pedro Niemeyer)

Acompanhe mais em: @Surfingandstudying

256 visualizações
Untitled

 Canal Surf Storm ©2020

  • Facebook Social Icon
  • Instagram Social Icon
  • YouTube Social  Icon