• Ricardo Roldan

TRIALS: Miguel Tudela faz história e se torna o 1º peruano a competir uma etapa oficial em Pipeline

O Peruano ficou em 2ª nas triagens que rolaram em Pipeline nessa terça (08) e carimbou a vaga de wildcard no PipeMasters 2020, fazendo história. O havaiano Joshua Moniz foi o grande vencedor do trials com uma somatória incrível de 19,20 na final, ficando com a outra vaga.

Como se imaginava, as bombas de Pipeline e Backdoor apareceram na triagem para o evento principal do Billabong Pipe Masters, com ondas em algumas séries ultrapassando os 2,5m. O dia amanheceu com o tradicional “morning sickness”, mas aos poucos as ondas foram se alinhando e proporcionaram um show de tubos.


Joshua Moniz e Miguel Tudela foram regulares durante toda a triagem, alcançando boas notas e dando indícios de que poderiam se dar bem no final do dia e o resultado não foi diferente. Tudela, em sua segunda bateria na competição, tirou uma nota 9,60, em um tubo para Pipeline onde dropou atrasado e ficou muito profundo.


Nota essa que foi repetida e por duas vezes na final, mas dessa vez por Joshua, que quase fez a bateria perfeita, com uma somatória de 19,20 e carimbou sua vaga de "wildcard" no Pipemasters.

O havaiano, que é regular, pegou dois tubos grandes de backside para Pipeline e garantiu o primeiro lugar na triagem. Miguel Tudela ficou em segundo lugar na final e se tornou o primeiro peruano na história a participar do evento principal do Pipe Masters, além de ganhar muita confiança para disputar o WQS esse ano, e brigar por uma vaga na elite no ano que vem.

Fotos 1 e 2: Havaiano Joshua Moniz; Fotos 3 e 4: Peruano Miguel Tudela.

Foto: WSL


Com todas as vagas preenchidas, confira abaixo as baterias definidas do Seeding Round:

1.a: Kanoa Igarashi (JPN), Peterson Crisanto (BRA), Morgan Cibilic (AUS) 2.a: Kolohe Andino (EUA), Yago Dora (BRA), Mikey Wright (AUS) 3.a: Filipe Toledo (BRA), Frederico Morais (PRT), Leonardo Fioravanti (ITA) 4.a: Jordy Smith (AFR), Jadson André (BRA), Sebastian Zietz (HAV) 5.a: Gabriel Medina (BRA), Adriano de Souza (BRA), Joshua Moniz (HAV) 6.a: Italo Ferreira (BRA), Matthew McGillivray (AFR), Miguel Tudela (PER) 7.a: John John Florence (HAV), Conner Coffin (EUA), Deivid Silva (BRA) 8.a: Kelly Slater (EUA), Wade Carmichael (AUS), Connor O´Leary (AUS) 9.a: Jeremy Flores (FRA), Caio Ibelli (BRA), Ethan Ewing (AUS) 10: Julian Wilson (AUS), Griffin Colapinto (EUA), Miguel Pupo (BRA) 11: Seth Moniz (HAV), Ryan Callinan (AUS), Alex Ribeiro (BRA) 12: Michel Bourez (TAH), Jack Freestone (AUS), Jack Robinson (AUS)


A vaga que falta ser preenchida é do "Injury Wildcard" que está sendo disputada em um duelo melhor de três para decidir quem fica com a vaga na elite na temporada 2021, entre o australiano Milkey Wright e o italiano Leonardo Fioravanti, e está tudo igual, 1 x 1. Agora quem vencer a próxima bateria, a primeira do dia, fica com a vaga para o resto do ano.


Agora ficamos na expectativa do início do evento principal, com a próxima chamada sendo realizada hoje as 14:00 horas de Brasília. A expectativa é de ondas menores com relação a ontem, mas ainda com boas condições.

Untitled

 Canal Surf Storm ©2020

  • Facebook Social Icon
  • Instagram Social Icon
  • YouTube Social  Icon