WSL RIP CURL FINALS: O que esperar do evento inédito?

A janela de espera pelo WSL Rip Curl Finals já está aberta - a partir de hoje, 9 de setembro, até o dia 17 de setembro. O formato inédito da final do Championship Tour será responsável por decidir os grandes campeões mundiais de 2021. O WSL Finals vai acontecer em Lower Trestles, na Califórnia, com os top5 do ranking masculino e do feminino, em um único dia de competição.

WSL Top5 2021 Finals Day
Imagem: WSL/reprodução

Depois de uma temporada conturbada, o evento foi alvo de polêmicas desde que foi anunciado, e agora está aí para o público decidir se foi, ou não, uma boa ideia. O CT 2021 foi marcado pela volta dos atletas para a água, e pelo cancelamento de algumas etapas por conta da pandemia causada pelo coronavirus. Agora que chegou ao fim, depois de sete etapas, está na hora de coroar os campeões desse ano.


Tudo o que você precisa saber sobre o evento:

Local

Todo ano o WSL Finals vai acontecer em um pico diferente, que será anunciado durante a temporada. A grande final desse ano acontece nas ondas de Lower Trestles, na Califórnia, que já foi palco de outras etapas do CT em anos anteriores. A última vez, inclusive, foi em 2017, quando o Brasil fez uma dobradinha no pódio, com Filipe Toledo e Silvana Lima campeões.

Lower Trestles Lineup
Lower Trestles Lineup | Foto: WSL

O pico tem boas ondas para manobras aéreas e uma consistência que, no CT, só foi substituída pela etapa da piscina de ondas do Kelly Slater, o Surf Ranch. Com uma previsão de ondas bastante precisa, o começo da janela já promete boas ondas, com um swell entrando entre os dias 11 e 12 de setembro. Um swell um pouco maior entra na mesma direção entre os dias 13 e 15.


Competidores

A competição será entre os cinco primeiros do ranking masculino, e entre as cinco melhores do feminino de 2021. O top5 vai se enfrentar durante um único dia e competir pelo campeonato mundial nas ondas de Trestles.

Top 5 Feminino e Masculino 2021
Top 5 Feminino e Masculino 2021 | Foto: WSL

Dos 10 competidores no total, quatro brasileiros estarão lutando por um título mundial. No feminino, Tati Weston-Webb representa o país e pode levar o título inédito para o país. Já no masculino, Gabriel Medina, Ítalo Ferreira e Filipe Toledo competem pelo pentacampeonato. Gabriel surfa em busca de um tricampeonato, Ítalo pelo bicampeonato e, caso leve a melhor, Filipe leva seu primeiro campeonato mundial.

Os quatro brasileiros que vão competir o Finals Day em Trestles

Gabriel Medina, Ítalo Ferreira, Tati Weston-Webb e Filipe Toledo

Foto: WSL


Os três brasileiros têm vantagens no pico, Ítalo e Gabriel tendo uma certa maestria no que diz respeito as manobras aéreas, que encaixam bem nas ondas de Trestles. Já Filipe mora há 4 anos no local, e conhece bem cada sessão da onda.


Top5 masculino:

5º lugar: Morgan Cibilic (AUS)

4º lugar: Conner Coffin (EUA)

3º lugar: Filipe Toledo (BRA)

2º lugar: Ítalo Ferreira (BRA)

1º lugar: Gabriel Medina (BRA)


Confira o top5 no feminino:

5º lugar: Johanne Defay (FRA)

4º lugar: Stephanie Gilmore (AUS)

3º lugar: Sally Ftizgibbons (AUS)

2º lugar: Tati Weston-Webb (BRA)

1º lugar: Carissa Moore (HAW)


Baterias

Serão quatro baterias no masculino e quatro no feminino, onde o vencedor de cada confronto avança para a bateria seguinte. A ordem é definida pelo posicionamento de cada surfista no ranking da temporada. O único dia de competições vai começar com as meninas na água, e as baterias seguintes serão um revezamento entre homens e mulheres.


Confira as chaves femininas:

E no masculino:


O fuso horário de Trestles é de 4h atrás do Brasil, e a primeira chamada acontece hoje, 9 de setembro, as 7h30 na Califórnia, 11h30 do horário de Brasília. No site e no aplicativo da WSL será transmitido o evento ao vivo. E o Canal Surf Storm estará atento a cada bateria da competição e atualizando tudo pelo nosso Instagram.

27 visualizações